maggot-titss:

jdse7en:

suicide in polish station. They forgot to pat him down

NEVER shoot yourself like that. it’s possible to survive and is not instant as you can see. you must hit your brain stem.

cada vez mais me revolto com a humanidade!

q-ueefing:

I cant stop watching it

(Fonte: imapervert)

thiagopethit:

Nesta terça-feira, dia 10 de julho - último episódio de ‘Música.doc’ do VH1 - Thiago Pethit!

stefanyrodrigues:

A Costura do Invisível- O filme

   O filme mostra o processo de criação e produção de uma coleção ousada feita por Jum Nakao, roupas feitas de papel, o que era fora do convencional. Uma de suas inspirações foi o final do século XIX, por conta de suas texturas e volumes, o que faria com que as pessoas se surpreendessem.

   O processo de criação não se faz apenas por meio de pesquisas e estudos, ele também se faz por meio das vivências (fazer algo que reflita o passado), podemos perceber isso por conta do uso das fadinhas Playmobil, o que é tão presente na memória das pessoas, gerando assim um deslumbramento nas pessoas.

    Jum queria criar algo único e que despertasse interesse no público, a qualidade e a delicadeza das roupas eram essenciais para gerar duvidas sobre o material usado, as pessoas só poderiam saber do uso do papel após as roupas serem rasgadas.

    Com o apoio da Faap e também da Red Bull, conseguiram verbas para o projeto, pois nenhuma das indústrias de celulose aceitaram essa proposta, para as estampas e relevos das roupas foi feita o uso do laser, para a gravação no papel.

   O ateliê onde as roupas estavam sendo feitas ficou fechado, para trazer um impacto maior, criando assim uma surpresa, nem as modelos sabiam que iriam usar roupas feitas de papel, nas primeiras provas diziam apenas que eram apenas modelagens, pois os tecidos não haviam chego. Criaram também uma peruca Playmobil, para que o público se espelhasse ali, a maquiagem era de conto de fadas, mas o destaque eram as roupas, pois elas deveriam ser o objeto de desejo das pessoas. Para o cenário foram feitas anêmonas brancas, feitas também de papel. A música tinha que ser clássica e lúdica, para conduzir o olhar do público.

   Nas últimas provas as modelos ficaram sabendo que iriam desfilar com roupas de papel, só não sabiam que iam destruí-las no final do desfile. Elas continuariam a acreditar que o seria só mais um desfile tradicional, mas com uma grande diferença, o papel. Somente no dia do desfile ficaram sabendo o que teriam que fazer.

   O desfile começa como todos os outros, modelos, trilha sonora, cenário, luzes. Logo após a última modelo, o grande momento começa a música muda, começa assim a destruição das roupas. O público faz uma cara de espanto, muitas pessoas ficam chocadas, outras acham algo inovador, cada um com sua opinião.

   Após o desfile Jum e sua equipe foram convidados por uma galeria a participar de uma coletiva de arte, criaram uma fonte de desejos, onde o público escreve seu desejo em um papel e joga uma moeda na fonte, e em algum tempo o desejo se tornaria real. Mas logo depois de sua instalação a fonte desmoronou.

 

Stefany Bruna Gomes Rodrigues

prolapsoanal:

esto solo le pasa a gente weona :)

prolapsoanal:

cortado a la mitad por un camion

igrejaateista:

Vídeo do biólogo Pirula explicando biologicamente a homossexualidade. Vale muito a pena assistir!

prolapsoanal:

adios mano.
cuidado con usar petardos ilegales